terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Siga o Papa no Twitter-@pontifex_pt

Autoridades da Santa Sé anunciaram nesta segunda-feira (03/12/2012) a abertura da conta de Papa Bento XVI no Twitter. A conta do Pontífice no microblog é @pontifex e receberá seu primeiro tuíte do Papa em 12 de dezembro, dia de Nossa Senhora de Guadalupe. Os primeiros tuítes do Papa serão respostas às perguntas dos fiéis relativas à vida de fé mandadas para a hashtag #askpontifex que já estão sendo recolhidas.
Os assessores ressaltaram
que todas as mensagens partirão do religioso, mas nem todos os tuítes serão mandados pessoalmente por Bento XVI. A princípio, os tweets serão publicados por ocasião das Catequeses, às quartas-feiras, mas, em seguida, poderá haver uma frequência maior, informa a nota divulgada hoje pelo boletim da Santa Sé.  
Em poucas horas, a conta do Papa já reuniu milhares de seguidores. Os tweets do Santo Padre serão publicados em vários idiomas: espanhol - @pontifex_es ; italiano - @pontifex_it; português - @pontifex_pt; alemão - @pontifex_de; polaco - @pontifex_pl; árabe - @pontifex_ar; francês - @pontifex_fr.
*****************
2012-12-03 Rádio Vaticana

"Sobre o significado desta iniciativa a Radio Vaticano através do nosso colega italiano Fabio Colagrande ouviu o padre António Spadaro, director da revista dos jesuítas Civilização Católica e especialista em novas tecnologias e comunicação digital:
R.- Eu diria que hoje, segundo a lógica da comunicação, as mensagens com sentido, e consequentemente as mensagens religiosas, não podem ser simplesmente transmitidas, mas têm que ser partilhadas. Portanto, as mensagens com sentido passam também através das redes sociais, como o Facebook, o Twitter e tantos outros, que se estão a transformar em lugares de reflexão e de partilha de ideias, de valores e de momentos de vida. Ou seja, nas redes sociais as pessoas partilham a vida, as respostas e as perguntas. E tantos líderes religiosos já estão no Twitter. Portanto, eu diria que é normal que o Papa tenha um account que faça referência a ele. Diria que quase que no fundo, o dia 3 de Dezembro de 2012, liga-se ao 12 de Fevereiro 1931 quando o Papa Pio IX lançava sua primeira mensagem via radio, através da Radio Vaticano. Portanto, creio que a presença do Papa no Twitter seja uma presença normal: ou seja, correta, adequada ao modo em que hoje o homem comunica.

P.- Não há o risco de uma adesão feita pela parte da Igreja só por ser moda, quase para se adequar a uma moda?
R.- Diria que não, e essa é a aproximação mais errada para a compreensão da presença de Bento XVI no Twitter. Não é adequar-se à última novidade do momento. É, ao contrário, uma das consequências óbvias do modo em que a Igreja nos últimos decénios, pelo menos desde Pio IX, compreendeu a sua relação com a comunicação. É preciso também recordar que, na sua Mensagem para a 46ª Jornada Mundial das Comunicações Sociais, o Papa notava que são de considerar com interesse as várias formas de sitios e aplicações - falava precisamente das redes sociais" - que possam ajudar o homem de hoje a encontrar espaços de silêncio, ocasiões de oração, de meditação, de partilha da Palavra de Deus. É claro que isto significa a presença do cristão na internet, portanto, não por moda ou pelo facto de que o ser humano hoje vive também na rede.

P.- 140 caracteres não são poucos para exprimir uma ideia ou uma relfexão espiritual? Não há o risco de reduzir a fé a um slogan?
R.- Precisamente na Mensagem que citei anteriormente, escrita pelo Papa para a Jornada das Comunicações Sociais, a mais recente, Bento XVI, mesmo não citando o Twitter. escreve que na essência das mensagens breves, muitas vezes não muito mais longas do que uma passagem bíblica - e aqui a referência parece-me evidente - podem-se exprimir pensamentos profundos se cada um de nós não deixar de cultivar a sua interioridade. Esta, portanto, é a chave de leitura justa e de acertada interpretação: cultivar a própria interioridade. Graças a isto é possível exprimir mensagens essenciais, ditas com palavras precisas, que requerem um certo esforço de linguagem, eu diria quase como que um esforço poético, para conjugar sabedoria e clareza. Esta é a linha mestra pela qual a expressão sintética não vem em detrimento da profundidade ou da lentidão de assimilação. Mas, eu diria, que quase ao contrário, favorece a ligação a uma meditação mais densa. É o que demonstra o grande sucesso dos versos e da poesia no Twitter. Na nossa vida frenética compreende-se a necessidade de ter alguma coisa de sapiente que possa quebrar a rotina do quotidiano colocando uma pequena semente de reflexão e meditação."
**************
Para Saber Mais:
"Pontifex"  era uma palavra latina equivalente a "sumo sacerdote", como pode ser observado em sua tradução em outras línguas, como o grego, o termo foi usado no texto da Septuaginta e pelos Apóstolos. Desde o século V o título foi usado para descrever bispos notáveis. Atualmente, o título é usado reservadamente pelo papa "Sumo Pontífice da Igreja Universal" (em latim, Summus Pontifex Ecclesiae Universalis).



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé

Postagens Recentes

Pesquisar neste blog e na web

Carregando...